sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Oportunidade!!!


Não tenho consciência se esta minha sugestão é oportuna, mas acredito que pode ser uma boa aposta para os partidos (oficiais e mesmo aqueles que se mascaram de associação) aproveitar…
Todos sabemos que neste período (só mesmo nestas alturas, daí ser oportuníssimo) os políticos assentam arraiais na feira de Vizela, normalmente nos acessos e na entrada, perturbando o movimento dos consumidores habituais e até se estorvando uns aos outros.
Ora bem, atento a esta necessidade de espaço (até porque quando era candidato do actual presidente da Câmara também seguia o manual de presenças em feiras e mercados), a autarquia abriu o “Procedimento para atribuição, por sorteio, em ato público, do direito de ocupação de espaços de venda vagos da feira semanal de quinta-feira, em Vizela”.
Ora bem, Senhores Políticos, como vendedores (infelizmente, principalmente de ilusões) afincados que são, vão a http://www.cm-vizela.pt/informacao.pt-autarquica/avisos e ocupem um lugar digno. Ali podem apregoar com legitimidade e sem estorvar os outros…

Respeito!


Mais do que nunca, esta máxima volta a estar em voga.
Na verdade e dando atenção a uma série de publicações que têm sido expostas no Facebook, deixo o meu conselho gratuito de que é talvez chegada a hora de se pensar naquilo que pode vir a acontecer no dia um de outubro.
Se não, vejamos, não haverá necessidade de se chegar a acordos de governação no dia seguinte ao ato eleitoral? Alguém está convencido de que vai ganhar com maioria absoluta?
Atenção às crateras que estão a ser criadas, pois Vizela merece mais do que esta constante troca de galhardetes e é preciso ter em atenção que a ingovernabilidade não deve ser uma opção.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta...


Depois de conhecer as listas dos candidatos de algumas forças partidárias, fiquei com aquela sensação de que há pessoas que não são capazes de separar as suas funções dos seus anseios…
A Independência é a desassociação de um ser em relação a outro, do qual dependia ou era por ele dominado. É o estado de quem ou do que tem liberdade ou autonomia.
Bem sei que em política a moralidade não anda, necessariamente, de braço dado com a realidade mas, mesmo assim, não posso deixar de expressar a minha opinião.
Quando uma pessoa, fruto dos compromissos anteriormente assumidos, está moralmente condicionada, não deve assumir uma candidatura autárquica, uma vez que condiciona a actividade (mesmo que de forma velada) da primeira entidade para com a qual assumiu responsabilidade.
Tal como muitos, condenei a atitude de João Ilídio Costa (o tal que se ganhar a Câmara deixa os Bombeiros, se não volta para a Associação), tenho de dizer o mesmo de Armindo Faria (Cooperativa da Rádio Vizela), José Armando Branco (Banda Filarmónica de Vizela), João Vaz (Comissão de Festas), Mário José Oliveira (ACIV)….
Num tempo em que se pretende seriedade, não basta dizer que se é sério, é preciso passar essa imagem!
A todos os candidatos que estão nas associações, cooperativas e demais, deixo um apelo: suspendam os Vossos mandatos.
Lembrem-se da velha máxima: À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta…

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Troca tintas...

Agora que as listas que concorrerão às próximas eleições de 1 de outubro começam a ser conhecidas, há alguns sentimentos que me assaltam o pensamento.
No que às listagens à Câmara Municipal diz respeito, reparem que a lista do Movimento Vizela Sempre é constituída maioritariamente por socialistas, que entretanto se afastaram do partido Socialista.
Por outro lado, a lista do Partido Socialista, bem como da Coligação Vizela é para Todos, são constituídas essencialmente por independentes...
Para mim que não sou mais do que alguém que observa, reflete e imite opinião, está tudo trocado!
Então os partidos não têm nos seus quadros pessoas capazes de defender os seus projectos? Então os dissidentes tornam-se independentes?

Isto de ser coerente começa a ter os dias contados e é pena que assim seja…

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Praia da Cascalheira, de mito a realidade!

Numa altura em que a ecologia está na moda, a campanha eleitoral em Vizela não para de nos presentear com novidades fresquinhas.
Se este movimento já nos surpreendeu com a aparição descarada dos sacos azuis na campanha, agora somos presenteados com a oferta de garrafinhas de água com o rótulo que vemos na foto.
Portanto, meus senhores, uma vez que apenas o mar é salgado, contem com a promessa eleitoral de que a Praia da Cascalheira vai passar a ser banhada por água própria para banhos e, ainda por cima, salgada…
Não se esqueçam do iodo para a areia e todos nós agradecemos!

quarta-feira, 26 de julho de 2017

A título de curiosidade...

Vizela é um dos cem municípios com melhor eficiência financeira do país…
Este dado foi recolhido da edição de 2016 do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, publicado a 24 de julho de 2017 e que pode ser consultado em: https://www.occ.pt/pt/noticias/disponivel-anuario-financeiro-dos-municipios-portugueses-2016/ .
Sei que alguns dos Vizelenses poderão desconfiar deste dado, mas a verdade é que, depois do enorme descalabro administrativo que levou o Nosso Município a uma situação de pré-falência, as exigências externas que nos foram impostas estão a apresentar resultados.
Mas, por favor, não se deixem enganar! O verdadeiro mérito desta situação não se deve a uma gestão rigorosa e criteriosa (seja da actual responsável pela área financeira, quer de quem a antecedeu), mas sim a um plano de saneamento financeiro que havia sido imposto pelo Programa de Apoio à Economia Local, bem como pelas medidas que o PAEL em si mesmo encerrava.
Sei que pode ser estranho dizer isto mas, porque gosto de ver o meu Município em destaque pela positiva, é caso de agradecer a quem veio ajudar a que esta situação pudesse ser possível…

terça-feira, 25 de julho de 2017

O Saco Azul de Victor Hugo Salgado

Caros amigos, o termo "Saco Azul" não teve sempre a conotação tão negativa que hoje lhe é atribuída, mas a verdade é que hoje em dia pensamos logo em contabilidade paralela, logo ilícita...
Após uma rápida consulta no Google, descobri que, segundo o Grande Dicionário da Língua Portuguesa de António de morais Silva, de 1945, "Saco Azul" era a designação dada ao conjunto de importâncias provenientes de receitas eventuais, sem designação oficial, de onde saíam verbas para despesas não previstas, em certos serviços públicos. Como as verbas atribuídas pelo Estado tinham uma grande rigidez de aplicação em rubricas específicas, a sua existência permitia, por vezes, agilizar o sistema.
Posteriormente, não só em organismos oficiais, como sobretudo na escrita de firmas e empresas particulares, o termo ganhou conotação de dinheiros ilícitos, ou porque eram provenientes de corrupção ou porque, mesmo não sendo daí provenientes, não eram registados de forma lícita e apenas um número restrito de pessoas sabia o seu montante ou proveniência, não sendo, pois, declarados para quaisquer fins oficiais, nomeadamente os impostos. O seu registo interno, para quem a ele tinha acesso, também era conhecido como Contabilidade Paralela...
Nem quero pensar que o Dr. Victor Hugo Salgado (em como quem está a abrir tão fortemente os cordões às bolsas para o tentar colocar no poder) tem ideia de gerir a Câmara de todos nós com recurso a "malabarismos financeiros" mas, se o fizer, depois não venham dizer que ele não está a ser transparente...

domingo, 23 de julho de 2017

Partido Socialista procura-se...

O Partido Socialista de Vizela é, nesta fase, uma sombra daquilo que o fez afirmar-se como a maior força política do panorama político local.
Muitos são aqueles que podem ser considerados os responsáveis por este feito, sendo os detentores dos cargos os meus eleitos para o topo desta pirâmide de responsabilidade.
Permitam que Vos pergunte, quem são nesta fase as referências Socialistas Vizelenses? Dinis Costa? Dora Gaspar? João Polery?
Caros Amigos Socialistas, serão vocês capazes de se rever nas personialidades indicadas para concorrer às próximas eleições autárquicas de 1 de outubro?
A verdade é que o Vosso Partido foi "cedido" a João Ilídio Costa para que este, bem como quem o acompanha, não ter o trabalho de arranjar assinaturas para uma candidatura independente. Este é, indubitavelmente, quem "corta e prega". Não é o candidato independente do Partido Socialista, mas sim um candidato independente com uma mixórdia de candidatos de todos os quadrantes, principalmente composta por elementos sem protagonismo e que nunca foram uma referência para a sociedade Vizelense.
Mas permitam-me que vos coloque mais dois casos...
O Vosso Candidato à Assembleia Municipal, Carlos Alberto Costa. Este renegado do Partido Social Democrata, utilizou o papel de comentador no programa Bica Quente, mas nunca sem alguém capaz para o contradizer. Embaralhava as cartas, jogava sozinho e apontava sempre os riscos para a leira de cima... Era bom para vender produtos contrafeitos na feira! E, curiosamente, aproveitava para difamar a governação municipal. Uma escolha criteriosamente curiosa...
Já o Vosso Candidato à Junta de Freguesia de Vizela (Santo Adrião), tão afamado aspirante a líder do Partido Social Democrata, não obstante ter inscrito muitos militantes, nunca o conseguiu. Efetivamente, agora quer destronar o seu sucessor, que sempre esteve ao seu lado. Um caso de lealdade e de princípios brutais!
Meus caros, reencontrem-se!
A verdade é que estes elementos irão utilizar o Vosso Partido, tal como se usa um preservativo... Sei que a linguagem pode ser um pouco ofensiva, mas algum de vós considera que esses senhores, após utilizar a Vossa sigla, terá algum pejo em deitá-la fora?...

sábado, 22 de julho de 2017

O funeral de algo que se quer eternamente vivo...

Centenas de Vizelenses concentraram-se ontem numa marcha em defesa do Nosso Rio Vizela, condenando a poluição que destrói este curso natural de água.
A concentração, denominada "Funeral do Rio Vizela", deu-se junto ao Jardim Manuel Faria, com os populares a seguirem em direção à Ponte D. Luís, onde foram lançadas flores ao rio e dirigidas palavras em prol da defesa do rio e do meio ambiente em geral.
A todos aqueles que foram responsáveis pela iniciativa, o meu reconhecimento, bem como a todos aqueles que participaram.
De qualquer forma, não se faz o funeral a algo que está "vivo" e se quer salvar... O nosso Rio não se encontra morto, nem nos cuidados paliativos (sim, porque este se lá estivesse, não quereria que o chateassem), logo deveria ser alvo de iniciativas de igual empenho, mas de diferente designação...
Os Vizelenses,  como sempre, prometeram não baixar os braços em prol da defesa de um bem que todos deveriam cuidar e estimar, têm agora de envolver os diferentes grupos políticos que, ao que sei por iniciativa da Coligação Vizela é Para Todos, já fizeram o tema chegar à Assembleia da República...
Viva Vizela e Viva o Rio Vizela!

Estou de volta!

Depois de muito tempo em que me afastei da vida de comentador local, decidi voltar.
Como sempre, tentarei ser isento, mas incisivo.
A todos peço que intervenham, pois só assim vale a pena manter este espaço.
Desde já, o meu obrigado!

domingo, 30 de maio de 2010

Desemprego em Vizela

A grande verdade, com muita tristeza minha, é que Vizela caminha de mal para pior…
Vizela, terra bonita e rica em património, está a morrer a olhos vistos e ninguém faz nada para que esta situação se inverta.
Esta minha afirmação encontra sustentabilidade na nossa taxa de desemprego, de quase 25 %, que é uma das maiores do nosso país.
Os nossos governantes municipais têm, urgentemente e prioritariamente, de reagir e de encontrar formas de combater este grande flagelo.
Não sou eu que serei o dono das resoluções miraculosas mas entendo que é hora de se porem em prática as medidas que sejam capazes de potenciar a criação / instalação de novas empresas ou o desafogar dos impostos implementados a todas aquelas que já escolheram o nosso município para se instalar…
São estas situações que permitirão, em conjunto com outras, combater este martírio…

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Último comunicado do PS

O Partido Socialista de Vizela está mal… Está desesperado e critica apenas pelo desejo infundado de ter que criticar… Revela desnorte e desorientação!
Efectivamente, quando a Coligação optou por dar a conhecer o teor da sua participação à IGAL foi, penso eu, para mostrar à população que evoluiu na sua maneira de fazer politica e que decidiu deixar de não concretizar as suas suspeitas, tentando impor a sua vontade e a força da justiça.
Não sou a pessoa mais indicada para aferir da razoabilidade do teor da queixa propriamente dita, mas entendo que a concretização das suspeitas na IGAL ou no Ministério Público é a forma correcta de estar na política, pois em caso de dúvida, há sempre a certeza de que a legalidade existe ou não.
Parabéns Coligação, coragem e mantenham a capacidade de guiar os nossos destinos e de vigiar estes senhores que usam e usurpam do poder!

Assembleia do F. C. Vizela

No passado dia vinte e um de Maio, sexta-feira passada, os sócios do F. C. Vizela reuniram em assembleia-geral com o intuito de aprovar o relatório e as contas do ano de 2008.
O relatório de contas do ano de 2008 foi aprovado (com mais de um ano em atraso) numa altura em que os sócios já deveriam ter votado o relatório de contas do ano de 2009.
Aliás, será que alguém me consegue explicar como é que a Câmara Municipal de Vizela atribui subsídios atrás de subsídios a um clube que nem as suas contas tem em aprovadas como legalmente é exigível…
Só mesmo num município como o nosso, onde é a própria Câmara a criar a sua oitava freguesia e por sinal aquela que sorve a maior fatia do bolo – Futebol Clube Partido Socialista de Vizela…

Posição da Coligação sobre a Proposta de Regulamento e Tabelas de Taxas Municipais

A Coligação não mostrou acordo ou desacordo explícito sobre a proposta de regulamento e tabela de taxas municipais que foi votada na última reunião da Câmara Municipal de Vizela.
Efectivamente, podem afirmar que apresentaram muitos argumentos para votar contra esta proposta, como o facto do aumento proposto ser muitíssimo superior à taxa de inflação prevista, mas não o fizeram.
Apesar de reconhecer que o aumento de receitas é imperioso, não posso concordar com mais um aumento penalizador do consumidor Vizelense e penso que a Coligação – que tão bem tem defendido os Vizelenses – também não.
Espero que não haja, novamente, receio de mostrar que se é diferente… e melhor!

Novo líder da Comissão Política do PSD de Vizela

No passado dia 14 de Maio ocorreu a eleição da Comissão Política do PSD de Vizela e, os militantes, elegeram por unanimidade Francisco Ribeiro como timoneiro do Partido.
Deixo, desde já, os meus parabéns a Francisco Ribeiro e à sua equipa e desejo-lhe as maiores venturas e conquistas por Vizela e para Vizela.